5 Motivos para reduzir o consumo de carne na alimentação

0 130

A carne vermelha pode ter um sabor delicioso, possui benefícios para o organismo, no entanto, também é responsável por alguns males a nossa saúde. Saiba quais são os 5 motivos para reduzir o consumo de carne na alimentação.

Quantas vezes por semana você come carne? Talvez consuma umas 4 vezes, certo? Entenda que o artigo não tem a finalidade de fazer você parar de comer carne, mas de alertar o que ela pode fazer para nossa saúde se consumida diversas vezes na semana.

Não é que a carne seja um grande vilão: é simplesmente que, se for consumida em excesso, tem sérias consequências para a saúde e o meio ambiente. Quais são as principais razões pelas quais você deve considerar ter menos carne em sua dieta e consumir mais vegetais? Confira a seguir.

1. É difícil de digerir

Já aconteceu com você, depois de comer um enorme bife, se sentir tão pesado que tudo o que deseja é ir para a cama? Carne vermelha (especialmente cortes gordurosos) é um dos alimentos que leva mais tempo para ser processado pelo nosso corpo. De fato, muitas vezes os restos de carne permanecem no intestino por mais de 72 horas, fazendo com que você se sinta com pouca energia e mentalmente cansado.

2. Aumenta o risco de doença cardiovascular

De acordo com estudos, o consumo de carne vermelha está associado a um risco aumentado de doença cardíaca. Isso ocorre porque a carne vermelha contém níveis muito altos de gordura saturada e colesterol. Os pesquisadores descobriram que a substituição de uma porção diária de carne vermelha por uma fonte de proteína mais saudável, foi associada a um menor risco de mortalidade na doença coronariana.

3. Contém toxinas que prejudicam sua saúde

É bem sabido que animais criados como gado tendem a viver em condições inseguras. Tudo isso afeta a qualidade da carne que comemos. Os hormônios do estresse liberados pelos animais, os vírus e os antibióticos com os quais eles os injetam para evitar infecções acabam no nosso prato.

4. Aumenta as chances de sofrer câncer

Recentemente, a OMS publicou um estudo em que revelou que a carne processada (como salsichas e presunto) estava ligada a um aumento do risco de câncer. Ela também compartilhou que a carne vermelha poderia contribuir para o desenvolvimento do câncer de cólon e reto.

5. Sua produção polui o meio ambiente

Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o consumo maciço de carne é uma das principais causas de contaminação global. O gado contamina a água e o ar, degrada terras e se traduz na perda de biodiversidade. A contribuição atual da pecuária para o aquecimento global é de 18%, uma porcentagem maior que a do transporte.

Proteínas vegetais para substituir a carne vermelha

Se você quiser comer uma dieta equilibrada, tente consumir não mais que 3 a 4 porções de carne por semana (cada porção de 125 gramas).

Como podemos substituir a proteína animal por outras proteínas mais saudáveis ?

Estes são alguns alimentos que recomendados para comer em quantidades maiores:

Legumes

Soja, feijão, grão de bico, lentilhas, etc. Você pode cozinhá-los ou preparar substitutos de carne com eles, como tofu.

Peixe

Os peixes são boas fontes de proteína, são pobres em calorias, gorduras saturadas e colesterol, e também contêm minerais como ferro, zinco e ácidos graxos como Ômega 3, entre muitos outros nutrientes. Dê preferência a cavalinha, o linguado, o salmão, o robalo e a sardinha, peixes com menor teor de mercúrio.

Oleaginosos

Além de conter proteínas vegetais, nozes e amêndoas, contêm gorduras insaturadas e ajudam a reduzir os níveis de colesterol “ruim”.

Cereais

Os cereais mais ricos em proteínas são a linhaça, a aveia, a espelta e a quinoa. Inclua-os na sua dieta diária!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.